Sobre

Grupo de Oração
O que é Grupo de Oração?

Conceito: Grupo de Oração é a célula da Renovação Carismática Católica e se caracteriza em três momentos distintos; núcleo de serviço, reunião de oração e grupo de perseverança. O Grupo de Oração é uma comunidade carismática presente numa diocese, paróquia, capela, colégio, universidade, presídio, empresa, fazenda, condomínio, residência, etc., que cultiva a oração, a partir do Batismo no Espírito Santo, que tem na reunião de oração sua expressão principal de evangelização querigmática.
Querigma: Primeiro anúncio.

O que é ser e estar a serviço da evangelização?

É todo aquele que consagra sua vida, os seus bens, consagra tudo a serviço do Reino de Deus. Não há como falar de servo sem falar de Nosso Senhor Jesus Cristo que veio ao mundo para servir, não para ser servido, “Sendo Ele de condição divina…aniquilou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo e assemelhando-se aos homens…humilhou-se ainda mais , tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz” (cf. Filipenses 2, 6 – 8). Com sua obediência lhe foi dado todo o poder na terra, se tornando um servo de Deus. Na época de Jesus a palavra servo significava escravo ou empregado, e Jesus se coloca nesta posição, o menor. O servo é aquele que depois de dispor de sua propria vida a serviço do Reino, deixa-se guiar pelo Espírito Santo de Deus, se torna sensível a Ele através da oração diária e constante. Fará a vontade do Pai, assim como Jesus a fazia. E como identificar as vontades de Deus? Precisamos conhecer e ler a Palavra de Deus, meditar, viver esta Palavra e acima de tudo colocá-la em prática.

Cf. pronunciamento do Papa João Paulo II, 30/10/1998.

BOSCO, TERÉSIO – Um Sonho, Uma Vida: a fascinante história de Dom Bosco, o santo amigo dos jovens, 4 ed., Ed. Salesiana, 2001, pg. 80.

Conceito da RCC.

Servo: Embora a legislação distinga entre escravo, empregado e assalariado, o termo hebraico “servo”, tem múltiplos usos. No campo Cultual todo povo que se coloca a serviço do Senhor. Conforme Biblia do Peregrino, ed. Paulus, 2002, pg. 3045.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>